Twitter Feed Facebook Google Plus Youtube

09 setembro, 2015

Abacateiro sabes a que estou me referindo

REFAZENDA












ASSISTIMOS mais um lance da disputa que paralisa Parauapebas. O executivo carcomido pela corrupção insiste em transferir ônus a Câmara dos Vereadores. Pecaram, mas não tanto quanto o prefeito e seu bando. Mesmo assim foram afastados, presos, desonrados. Projetos de uma vida se perderam. Um imperador foi devassado (Odilon). Todos os vereadores mortos ou caídos eram ou foram parceiros de Valmir da Integral. Com sua politica suicida e optando pela terra arrasada, este agente do caos instalou oficialmente a tragédia gerencial na capital do minério de ferro.


Até a arrecadação caiu. Tem dinheiro a prefeitura, esta fazendo e falando que não  tem, mas tem. Caiu a arrecadação mas não tanto. O problema é a roubalheira. Nunca se roubou tanto desta prefeitura como neste governo.

Bel e Darci enriqueceram com as sobras orçamentarias, com investimentos usando dinheiro do povo. Mas este grupo é especialista em “substituições orçamentárias” e outras pérolas mais.

Gananciosos, deixam imensos rastros que não resistem a mais superficial auditoria. É um bando que deixa rastros, que cantam aos quatro ventos suas ações. Não será difícil levarem a carga do mal para o resto de suas vidas.

Agora temos a oportunidade de tirar estas pessoas da vida política e econômica da cidade. Trocar o prefeito pela vice é algo natural e técnico, necessário para o presente e futuro de Parauapebas.

O maior ganho é da sociedade. É um détente, uma barreira a imoralidade com a coisa pública.  A gestão publica é de todos, não há possibilidade neste mundo de se usar o publico como privado. Não podemos aceitar que tudo continue assim. Todos sabem que algo esta fedendo nesta gestão. Todos sabem quem é Valmir da Integral. Todos sabem quem são seus comparsas e o que fazem com os recursos que deveriam aplicar para o bem da comunidade.

A mudança de vereadores pode trazer um alento. Quem afasta prefeito ruim é  a Câmara de Vereadores, cumprindo ordem constitucional. Ou o  MP, com ordem judicial. Algo precisa ser feito para o bem da cidade. Para a transformação necessária.
Esperamos que os novos vereadores estejam vacinados. Apoiar o mal é se preparar para sofrer as consequências – Odilon e Devanir, velhas e criadas raposas estão passando por algo que nunca imaginaram.


Queremos mudança. Vamos estabelecer um marco de moralidade na gestão de Parauapebas. Os futuros gestores hão de olhar para trás e ver onde começou a participação do povo no destino da nossa cidade.