Twitter Feed Facebook Google Plus Youtube

24 julho, 2016

Reconstruir para habitar: Parauapebas



RENOVAÇÃO











 Reflexões sobre o que queremos para Parauapebas
Queremos e precisamos renovar todos os hábitos e relações politicas em Parauapebas. É uma questão de sobrevivência. Os agrupamentos se reinventam em situações limites e depois da desastrada tentativa de gestão realizada por Valmir da Integral, precisamos em bloco e como  cidadãos dar uma segunda chance a cidade, repensando nossas ações e posicionamentos  nestes últimos 28 anos.

Nunca nos preocupamos com a água. Vai ter sempre o rio Parauapebas, não vai secar, teremos sempre chuvas abundantes. Não precisamos de uma represa. ENGANO. Hoje todos sabemos que as águas do rio Parauapebas não estão tão disponíveis e nada garante sua perenidade. Chegou a hora do  levantamento plurialtimetrico, da orla, da construção da nossa primeira barragem e do pensamento serio em captação e tratamento de efluentes domésticos. Na verdade, quase com trezentos mil habitantes, passou da hora.

Como passa da hora a definição do transporte coletivo urbano. Como será para servir a população ou para servir os donos de cooperativa? Como o poder púbico  vai “tomar” de volta seu poder sobre os serviços de transporte coletivo urbano, enquadrando os moto taxis, vans e micro-ônibus, incluindo o taxi-lotação, estendendo o serviço a toda a planta urbana?

A saúde, como será gerenciada? A abertura em direção ao controle compartilhado, a transparência e ao  bom atendimento, disponibilidade e gestão faz-se necessário e vital, sendo este o principal problema que até setenta por cento das pessoas apontam como o maior problema da cidade, mesmo perante o grave problema do desemprego.

É o que temos, uma cidade enfrentando suas razões. Nascida por necessidade e império da mineradora VALE, hoje Parauapebas precisa se desvencilhar desse passado. Um futuro sombrio e incerto esta à frente, engolindo-a. As velhas ferramentas se tornaram obsoletas e precisamos buscar uma renovação competente e fortemente calcada em transparência, inclusão e transformação. Vamos apostar tudo nessas eleições.