Twitter Feed Facebook Google Plus Youtube

17 setembro, 2015

A situação de Parauapebas se agrava com tamanha irresponsabilidade de seus agentes politicos

VAZIO
VÁCUO DE PODER
CAOS








Os acontecimentos políticos ocorridos recente em Parauapebas sinalizam para uma nova possibilidade. Mantidos os oito votos de oposição ao longo de toda esta crise, mesmo com vereadores sendo presos, afastados ou punidos previamente por uma judiciário parcial, vemos ainda um empate entre o legislativo e executivo. Valmir da Integral não consegue romper o cerco. Sua situação legal se deteriora mesmo com seu staff fingindo-se de caolho.

A aprovação de sua convocação em si é uma fragorosa derrota. Como o velho caudilho vai se explicar ante tantas maracutaias adensadas por denuncias e mais denuncias? Como ele vai poder explicar algo se não sabe, haja visto a Mendes ter se apossado de todas as  fatias do bolo, administrando ao seu “velho modo”, todas as possibilidades de partilha? E estamos falando de uma arrecadação vigorosa, perdendo ate agora apenas os repasses da CEFEM mesmo porque a velha VALE não é boba, vendo o caos instalados, prefere não pagar.

Há recursos e estão sendo contemplados os mesmos. Veja os pagamentos recorrentes da Geotop. Seu proprietário esta sabendo manipular suas ações externas, seguramente tem contemplado quem lhe esta fazendo favores. Soube valorizar seu passe. É o novo Hamilton Ribeiro dos equipamentos.

Como Valmir vai se comportar prestando contas – algo que ele não sabe fazer? É o que veremos, se não houver tapetão. Tem se esquivado com a ajuda de terceiros de cumprir suas obrigações de prefeito. Alias um prefeito irresponsável, malandro e altamente perigoso para a comunidade. Tem destruído uma historia de moralidade e apreço ao patrimônio publico. Parabéns a reativa dos  vereadores, Massud à frente. A câmara precisa se expurgar.

As iniciativas de Marcelo Parceirinho, Barrão e Zacarias podem e vão trazer novos problemas e mais imoralidades a este grupo. Precisam ser isolados imediatamente e medidas judicias serão tomadas para preservar o decoro e moralidade. Temos visto que é muito fácil atingir a câmara e proteger o gabinete. É algo serio.


Justamente porisso é urgente pedir o afastamento do Zacarias e do Marcelo Parceirinho por terem aceito cargos no executivo. É público e notório, cabe a eles se defenderem.