Twitter Feed Facebook Google Plus Youtube

21 março, 2015

Miseria e pobreza na selva da mineração. A amazonia agoniza sob a exploração da VALE

UMA POBRE CIDADE DA
AMAZONIA BRASILEIRA
Como Parauapebas no  sul do Pará, com seu faturamento recorde sendo a segunda cidade brasileira em exportações  ainda vive na idade media.








Um prefeito afastado pela Câmara dos Vereadores, respondendo dezenas de processos e investigações na PF, MPE, MPF, com todos os órgãos de controle social a postos vigiando seus passos, usa a policia  militar do estado para impedir que detentores de cargos públicos, eleitos como ele, a prefeita empossada e vereadores a adentrar o edifico publico sede da prefeitura .

Uma demonstração típica de  senhores feudais em seus castelos e cidades muradas, déspota de transtornos e crimes de toda ordem, em claro acinte as normas legais do pais, a constituição federal,  estadual, a lei orgânica do município e ao regimento da Câmara, comentada em todas as esquinas, blogs e botequins.

E o pior, um burgo no seu pior momento, com invasões de toda ordem, até projetos do minha casa, minha vida sendo USURPADOS  pelo prefeito afastado, na sua imensa ânsia de mostrar que esta tudo certo – não esqueçam dos processos, de investigações em curso no MPE, no TJ-PA, em  obras que ele nunca fez. E mais, pobreza, divida de famílias explodindo, produção mineral em decadência, com os preços do minério de ferro sendo pulverizados na Ásia.

E ainda pior, gestão sucateada, saúde parada, limpeza urbana em frangalhos, tudo virtualmente parado, apenas a maquina ilusória de propaganda do executivo funcionando.

E talvez ainda o pior, um grupo de oposição indeciso numa Câmara de Vereadores  fragmentada  e o povo totalmente a parte do processo, sendo pago para se apresentar nos dias de seção, sem saber de nada do que acontece, apenas percebendo a paralisia covarde de seus serviços e direitos básicos.

E ainda, a grande VALE se aproveitando do momento e retirando mais e mais minério sem controle, sem  prestação de contas,  das terras da pobre Parauapebas.
Este foi o cenário da matéria da RECORD. Vejam as fotos e sintam conosco o terrível momento que passamos.

O LINHÃO: a absurda realidade da pobreza que os chefes políticos e as tais lideranças ignoram. Visitamos um casebre as 16:40 da tarde, uma família, mãe e cinco filhos ainda sem comerem nada. Um ainda mamando o peito da mãe.

Noutro, uma velha senhora, que perdeu seu velho marido em decorrência das explosões sem horário ou responsabilidade da VALE MINERADORA, na ânsia de construir sua linha de ferro urbana, sem estratégia ou pensamento futuro. Crianças em idade escolar pelas ruas, carregando água, vivendo sob as torres de alta tensão que levam energia para a maior mina de ferro do mundo... me senti envergonhado, impotente ante tanta incongruência desse meu pais.

 http://minhateca.com.br/exclusiva01/Galeria




























OBRIGADO  REDE RECORD.
A presença de sua equipe lançou um pouco de luz nas trevas dessa pobre “rica” cidade do interior esquecido do Pará.